Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TEXTOS EM PROSA

Textos pessoais em prosa, excertos de livros, comentários a certo tipo de imprensa etc.

TEXTOS EM PROSA

Textos pessoais em prosa, excertos de livros, comentários a certo tipo de imprensa etc.

"(...) Meritamon , filha de Ramsés e Néfertari , tocava harpa para o par real com uma perícia que espantou o monarca. Sentados em cadeiras de dobrar na borda de um lago onde proliferavam os lótus azuis, o Faraó e a grande esposa real, de mãos dadas, saboreavam um momento de felicidade. Não só a filhinha de oito anos era já uma executante exímia, como ainda demonstrava uma surpreendente (...)
"(...) A um canto do terreiro, como que a vigiar a bicha à porta da prisão, estavam os dois homens de preto que me tinham interpelado ontem no observatório.(...)" Italo Calvino, Se Numa Noite de Inverno Um Viajante, pag. 53, Colecção Mil Folhas. " Às cinco da manhã a cidade era atravessada por carroções militares; diante das mercearias começavam a formar-se bichas de (...)
"(...) Esse desejo de grandeza, de sofrimento, de amor por causas abstractas, hipóteses de dimensões absurdamente cósmicas, tinha sido há muito tempo amortelhado na sua própria linguagem. Tudi isso tinha passado, e era ridículo que as pessoas exibissem esses gestos arcaicos, essas formas imbecis de ser grande, que, aliás, tinham florescido, por vezes, em figuras bastante pequenas.(...)" Lí (...)
"(...) Não há, certamente, ninguém mais egoísta do que aqueles que, como eu, pensam que o não são. Julgamo-nos muito sensíveis porque estamos bastante atentos à dor que sofremos e imaginamos muito bem a dor dos outros. Mas medimos com exactidão a nossa , sondamo-la e não deixamos de nos alimentarmos e saciarmos com ela. Da dor dos outros desembaraçamo-nos bem (...)
"(...)Quando eles deram a conhecer esta exigência ao Conselho dos Cento e Quatro, os membros deste não conseguiram esconder a sua indignação e o seu desespero. Sabiam que tinham de designar os seus próprios filhos como reféns e esta perspectiva era-lhes intolerável. Havia lustros que se serviam da sua alta posição para acumularem formidáveis riquezas e beneficiarem de diversos (...)
16 Jun, 2006

Anh Duc - Hon Dat,

"(...) OS imperialistas americanos esforçaram-se por aumentar os seus efectivos no Vietname do Sul a fim de realizarem a seu favor uma relação numérica de dez contra um. Essa relação fala claramente do valor do Ianque, sem ser necessário referir que, na realidade, é frequentemente ultrapassada. Na aldeia de Hon Dat , mais de mil soldados inimigos, armados até aos dentes, tiveram de (...)
"(...) «"Depressa!", disse. "Prendam aquele estrangeiro que se está a empanturrar de arroz doce! Não o deixem engulir o que levou à boca! Se for preciso, metam-lhe os dedos pela goela abaixo!"(...)«"É pá, salvei-me por pouco!", exclamou o príncipe do haxixe. "Ainda bem que o estrangeiro me impediu de comer o arroz! O Khan não gosta (...)
"  (...) --- Grebhake e Wolters cometeram um acto vergonhoso.    O rosto do tio Albert alterou-se visivelmente; mordendo os lábios, perguntou um pouco pálido:    --- Onde? Que viste? Como sabes tu?    Falando a custo Martin prosseguira:    --- Fizeram-no entre as moitas. --- Gaguejou: --- Tinham as calças desabotoadas e a cara muito encarnada.    O (...)