Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

TEXTOS EM PROSA

Textos pessoais em prosa, citações de livros, letras de músicas, vídeos especialmente de "dance- music", comentários a certo tipo de imprensa etc.

TEXTOS EM PROSA

Textos pessoais em prosa, citações de livros, letras de músicas, vídeos especialmente de "dance- music", comentários a certo tipo de imprensa etc.

Фёдор Достоевский - Rcordações da Casa dos Mortos

" Não, o ponto capital é que, duas horas depois de ter entrado na prisão, o recém-chegado encontra-se nivelado com os outros, está em sua casa, tem os mesmos direitos que os seus camaradas, pertence, em suma, à comunidade dos forçados. Todos o compreendem e ele compreende todos, todos o reconhecem, todos o consideram um dos seus. Mas não acontece o mesmo no caso do homem educado. Por muito justo, bom e inteligente que ele seja, ver-se-á odiado e desprezado durante anos inteiros pela massa dos forçados que não o compreendem e que, e isso ainda é mais grave, não têm confiança nele. Não o consideram amigo nem camarada e se, com o tempo, consegue que não o molestem, continua a ser para eles um estranho. Eternamente, dolorosamente, terá consciência de que continuará solitário, isolado, mantido à distância. Cria-se um vazio à sua volta, às vezes sem má intenção da parte dos forçados. Não é como eles, e pronto. Não há nada mais terrível  do que não viver no seu meio. "

Rcordações da Casa dos Mortos, pag. 247.
Romance de Фёдор Достоевский, Publicações Europa-América.