Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

TEXTOS EM PROSA

Textos pessoais em prosa, citações de livros, letras de músicas, vídeos especialmente de "dance- music", comentários a certo tipo de imprensa etc.

TEXTOS EM PROSA

Textos pessoais em prosa, citações de livros, letras de músicas, vídeos especialmente de "dance- music", comentários a certo tipo de imprensa etc.

O PORTUGUÊS

O português é uma língua rica, complexa e perfeitamente bem estruturada, à semelhança dum puzzle , as palavras têm formas e ocupam lugares bem definidos...

Para que se evite a obesidade é preciso comer-se com moderação não se deixando levar pela gula.

Esta frase pode ser reescrita do modo seguinte:

Para que seja evitada a obesidade é preciso que uma pessoa coma com moderação não se deixando levar pela gula.

O primeiro " se " é uma partícula apassivante que foi substituída por uma construção na voz passiva;
O segundo " se " é um pronome indefinido que foi substituído pelo sujeito indeterminado " uma pessoa ";
O terceiro " se " é um pronome reflexo que se mantém porque concorda com o sujeito indeterminado " uma pessoa ".

Comer com moderação e não deixar-se levar pela gula é uma obrigação nossa para evitar a obesidade.

Esta frase está incorrectamente construída porque o sujeito das orações infinitivas comer com moderação e não deixar-se levar pela gula é a primeira pessoa do prural (nós). Ora o pronome  reflexo se só se pode juntar ao infinitivo dum verbo transitivo quando o sujeito da oração é a terceira pessoa do singular(ele,ela ,você) ou do plural (eles, elas, vocês).

A construção correcta será, pois, Comer com moderação e não deixar-nos levar pela gula é uma obrigação nossa para evitar a obesidade.

Antigamente dizia-se : não é necessário um curso superior para entender isto.
Actualmente digo eu : nem com um curso superior conseguem entender isto, ooooooh...