Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TEXTOS EM PROSA

Textos pessoais em prosa, citações de livros, letras de músicas, vídeos especialmente de "dance- music", comentários a certo tipo de imprensa etc.

TEXTOS EM PROSA

Textos pessoais em prosa, citações de livros, letras de músicas, vídeos especialmente de "dance- music", comentários a certo tipo de imprensa etc.

Christian Jacq - Ramsés A Dama de Abu Simbel



"(...) Meritamon , filha de Ramsés e Néfertari , tocava harpa para o par real com uma perícia que espantou o monarca. Sentados em cadeiras de dobrar na borda de um lago onde proliferavam os lótus azuis, o Faraó e a grande esposa real, de mãos dadas, saboreavam um momento de felicidade. Não só a filhinha de oito anos era já uma executante exímia, como ainda demonstrava uma surpreendente sensibilidade. (...)"

Christian Jacq , Ramsés A Dama de Abu Simbel , pag . 102, Bertrand Editora.

Italo Calvino - Se Numa Noite de Inverno Um Viajante


"(...) A um canto do terreiro, como que a vigiar a bicha à porta da prisão, estavam os dois homens de preto que me tinham interpelado ontem no observatório.(...)"

Italo Calvino, Se Numa Noite de Inverno Um Viajante, pag. 53, Colecção Mil Folhas.

" Às cinco da manhã a cidade era atravessada por carroções militares; diante das mercearias começavam a formar-se bichas de mulherzinhas com lamparinas de sebo; nas paredes ainda estava húmida a tinta das pichagens de propaganda pintadas durante a noite pelas brigadas das diversas correntes do Conselho Provisório(...)"

Ibidem, pag. 67.

"(...) --- Há uma linha de demarcação: de um lado estão os que fazem os livros, do outro os que os lêem. Eu quero continuar a ser das que os lêem, por isso tenho o cuidado de me manter sempre para cá dessa linha. Se não, o prazer desinteressado de ler acaba, ou pelo menos transforma-se noutra coisa, que não é o que eu quero. É uma demarcação imprecisa, com tendência para se desvanecer: o mundo dos profissionalmente ligados aos livros está cada vez mais povoado e tende a identificar-se com o mundo dos leitores. É certo que os leitores também são cada vez mais numerosos, mas dir-se-ia que os que usam os livros para produzirem outros livros crescem mais do que os que gostam de ler os livros e nada mais. Sei que se transpuser essa fronteira, mesmo ocasionalmente, por acaso, corro o risco de me confundir com esta maré que avança, é por isso que me recuso a pôr os pés numa editora, nem que seja por poucos minutos.(...)"

Ibidem, pag. 80.

"(...) --- E pensei que talvez quando o sol tingisse de cinzento o céu já estaríamos de volta à cidade fazendo bicha com os camiões de hortaliça, e de Jojo só haveria um resíduo queimado e pestilento numa clareira entre árvores frondosas, o mesmo acontecendo ao meu passado ---(...)"

Ibidem, pag. 89.

"(...) O aparelho está a aterrar: não conseguista acabar o romance No tapete de folhas iluminadas pela lua de Takakumi Ikoka. Continuas a ler ao descer a escada, no autocarro que atravessa a pista, na bicha para o controlo dos passaportes e para a alfândega.(...)"

Ibidem, pag. 180.